"O curso fez diferença na minha vida profissional" afirma radialista

Há uma diferença muito grande entre a Nazaré de antes e a Nazaré de agora. Antes não me sentia uma pessoa segura, hoje não, eu sinto que estou preparada para qualquer desafio. Sinto-me bem mais incluída na sociedade. Passar a conhecer o trabalho de um radialista, não mais como ouvinte, mas como profissional, eu não tinha esse conhecimento do papel de um radialista, muitos entendem que é só mandar alô, tocar uma música e estes se enganam por que vai muito mais além. A responsabilidade de um radialista é enorme, porque ele tem um poder de transformação social muito grande, você passa a fazer parte do dia- a- dia das pessoas, você de certa forma faz parte da formação das pessoas. Atualmente gravo spots, mas estou em busca de exercer totalmente minha profissão . A Brücke Le Pont e a Comradio do Brasil estão de parabéns, por está iniciativa de poder proporcionar uma formação dessa natureza, realmente é gratificante. Nazaré Nogueira – recepcionista da Rádio Cultura FM de Picos-Piauí Foto: Josimar Santana

Comente!