"A Romaria da Terra é um movimento religioso que manifesta os anseios do povo"

A Romaria da Terra e da Água que acontece nos dias 17 e 18 de outubro tem como tema “Direito dos povos e garantia de vida e paz”. O Bispo Dom Juarez da Silva, da Diocese de Oeiras, explica a importância desta manifestação religiosa:


Pergunta: Até que ponto a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil está presente nesta Romaria da Terra e da Água?

Dom Juarez: A Romaria da Terra e da Água é um evento não somente da Diocese de Oeiras, mas de toda a regional nordeste 4 da CNBB, composto pelas oito dioceses de nosso estado. Essa é um movimento religioso, na qual se manifestam os anseios do povo, na qual se mesclam a vida e também a nossa fé. Portanto, é um evento que aguça a nossa sensibilidade profética, que nos chama para o anúncio do reino de Deus, da justiça e também para a denúncia daquilo que é contra a vida. Sobretudo no que diz respeito à terra e à água que são dons de Deus e direito de todos, em favor da vida, em favor da paz para todos.

Pergunta: Dom Juarez a cidade de Oeiras está preparada para receber essas pessoas, que são muitas? Existe uma expectativa que são oito, dez mil pessoas nas ruas de Oeiras. Como o município receberá esses romeiros?

Dom Juarez: Nós estamos esperando em Oeiras todos esses romeiros e romeiras que virão de todas as dioceses do estado do Piauí. Sabemos que Oeiras é a nossa Capital da Fé e a nossa primeira capital. É um lugar de gente boa e hospitaleira e as pessoas aqui se preparam com antecedência, preparação esta que já dura cerca de um ano, através de encontros de planejamento, de encontros da cartilha que são muito importantes para a comunidade poder participar direta ou indiretamente na romaria. Neles nós vamos meditar e refletir sobre quatro temáticas principais a serem abordadas na Romaria da Terra e da Água, a temática de terra como um dom de Deus, a temática da água igualmente, a migração forçada e os grandes impactos sociais que trazem os grandes projetos. Então todos são temas pertinentes que dizem respeito à vida do povo de Deus do estado do Piauí. Estado castigado pela seca que nos anos anteriores se abateu sobre nós, mas acima de tudo estado de gente forte, de gente corajosa que luta e que acredita na vida. Portanto, a romaria da terra é um momento da gente fazer ecoar forte o nosso grito de vida, o nosso grito de paz aqui no nosso sertão piauiense, no nosso sertão nordestino.

Pergunta: Quanto à programação o que a CNBB preparou juntamente com as organizadoras da Romaria da Terra no que se refere à programação deste grande evento?

Dom Juarez: Primeiramente no dia 17 acontecerá a chegada dos romeiros a partir das 10 horas da manhã. Dali vão para as casas onde vão ficar hospedados, as equipes de recepção estarão esperando as caravanas na entrada da cidade. Depois nós vamos ter na parte da tarde seminários que vão acontecer em locais específicos abordando as diferentes temáticas conforme já falamos. O seminário que trata da terra, o que trata da situação da água, da migração forçada e dos impactos que geram os grandes projetos. Na parte da noite haverá a tribuna do povo que vai acontecer no adro da Igreja de Nossa Senhora do Rosário e vai haver a manifestação a partir do que aconteceu nos seminários, tendo apresentação da síntese do que foi debatido nos seminários. Também haverá a fala das autoridades, das pessoas que estão representando o povo de Deus, sobretudo no que diz respeito às temáticas dos seminários. Depois o pessoal vai pra casa descansar, porque afinal ninguém é de ferro. Repousar, dormir cedo, para que a gente possa acordar cedo.

Às 4 horas da manhã de domingo estaremos reunidos no morro do leme, onde vamos nos concentrar e em seguida por volta de 4:30 horas vamos sair na nossa grande caminhada. Você pode se perguntar por que de madrugada, é porque nesse período faz muito calor, sendo nesse horário de manhã cedo melhor pra gente fazer a caminhada. Melhor pra gente rezar também porque no final da caminhada vai haver a celebração da Santa Missa na frente da Igreja Catedral de Nossa Senhora da Vitória, mais precisamente na Praça das Vitórias.

A celebração da Santa Missa vai ser um momento do ponto alto da romaria, dentro da liturgia vai haver a proclamação da palavra, apresentação dos símbolos que representam nossa romaria, a reflexão sobre a temática. Enfim, a celebração da missa é sempre a celebração da Santa Missa vai ser o momento alto da romaria e depois os romeiros voltarão para a sua casa. Desejamos a todos uma boa viagem da sua cidade, do seu lugar até Oeiras, depois uma boa romaria, um feliz retorno. Na hora do retorno as equipes estarão distribuindo um lanche na parte da manhã para que os romeiros possam se alimentar antes de sair ou na viagem de acordo com o que cada caravana decidir. 

Comente!