​Evento destaca negócios e histórias de sucesso na comunicação

Talvez aos olhos de muitos, criar um negócio de comunicação no semiárido piauiense, seja algo fadado ao fracasso. Mas jovens como Adriano do Rosário, Edelson e Cleiton Maciel estão provando que é possível ter renda fazendo uso de sua formação em comunicação. Os três jovens são alunos formados pelo Projeto Jovens Radialistas do Semiárido e contaram suas histórias durante a Caravana Comradio que aconteceu em São Raimundo Nonato, no dia 16 de dezembro.

Adriano do Rosário montou um estúdio de áudio, comprou uma caixa de som e adaptou um reboque em uma moto e vende anúncios divulgando empresas da sua cidade. “Acredito que maior do que as dificuldades é a vontade de ser comunicador, profissão, que me orgulho e de onde tiro o sustento da minha família e dou oportunidade de trabalho para outras pessoas”, enfatiza Adriano.

Já Edelson é programador, locutor, vendedor de anúncios e técnico em rádio comunitária localizada na cidade de Anísio de Abreu, à 630 km Teresina. “Aprendi que ser comunicador tem muito mais de suor do que de inspiração. A paixão pelo que faço é o combustível para continuar, mesmo com todos os desafios que enfrento”, disse Edelson.

Sem muito dinheiro, mas com muita vontade e ajuda do pai pedreiro, Cleilton Maciel, começou a montar seu estúdio de rádio para atender o mercado na cidade em que mora, Canto do Buriti, à 420 km de Teresina. “Quando se quer realmente fazer algo, os desafios são apenas degraus para realizar. Assim coloco na minha vida o sonho de ter meu próprio estúdio, e poder trabalhar e melhorar a renda da minha família”, falou Cleilton Maciel.

Para o presidente do Instituto Comradio do Brasil, Iraildon Mota, um dos momentos mais marcantes em eventos como a Caravana Comradio é conhecer as histórias surpreendentes de jovens do semiárido que querem empreender. “É emocionante ver e ouvir jovens trilhando suas próprias histórias, fazendo planos e sonhando com um futuro melhor tendo a comunicação como profissão. Acredito que as histórias nos ensinam muito e podem motivar pessoas para fazer um mundo melhor”, afirma Iraildon Mota.

Comente!