​Consultor da Brücke Le Pont avalia Projeto Jovens Radialistas

Durante encontros realizados com alunos e ex-alunos, em julho e agosto, o Projeto Jovens Radialistas do Semiárido passou por uma avaliação participativa nas cidades onde o curso acontece: São Raimundo Nonato, Oeiras e Picos. O projeto é realizado pelo Instituto Comradio e conta com patrocínio da Petrobras e apoio da ONG suíça Brücke Le Pont, que analisaram a incidência da iniciativa na região.

O Gestor de Projetos da Petrobras, Thiago Ferreira, e o consultor da Brücke Le Pont, Sergio Cordiolli, avaliaram as ações realizadas nesta fase do projeto. “É como se fosse um ciclo pequeno que estamos fechando e começando a abrir um bem maior, inclusive com uma rede de alunos e uma maior inserção da Rede de Rádios do Instituto Comradio, a EmdiaBrasil. A partir destes encontros é que serão apontados os caminhos que virão”, afirma o Coordenador de projetos, Jessé Barbosa.

Segundo Cordiolli, esta oportunidade permite mostrar os pontos fortes e os fracos e o que deve ser melhorado. “Estou aqui não como avaliador e sim como mediador do processo avaliativo. Temos que dar um grande viés de aprendizado a este momento”, afirma.

O projeto alcançou seus objetivos de construir a metodologia de ensino e a formação de um corpo de radialistas atuantes na região semiárida. De acordo com Jessé Barbosa, o foco da segunda fase do projeto será a sustentabilidade e a geração de renda para os ex-alunos, através do estímulo ao empreendedorismo.

Para isso, o projeto conta com a construção do Observatório do Semiárido este ano, que estimula o Monitoramento das Políticas Públicas de Convivência com o Semiárido e vai contar com notícias produzidas pelos alunos. Além disso, em setembro de 2014 foi criada a Rede de Rádios EmdiaBrasil, que funciona como laboratório dos alunos. Outra iniciativa é o Banco de Vozes no blog semiarido.comradio.com.br, aonde ficam guardadas as vozes dos alunos para que empresas de comunicação possam ouvir antes de contratá-los. 

Comente!